SALVEM O MELRO!

Caça às aves. Porquê? pass.cantarvedacao.gifHá notícias que ferem os tímpanos a quem as lê ou escuta.
Por mim, que sou sensível, não posso deixar de comunicar o seguinte:
- Venho por este meio manifestar a minha tristeza e pedir a vossa solidariedade, e o vosso protesto para uma notícia que me foi dado a conhecer na página 11 do "Jornal de Notícias" de 29/04/2004.
Está escrito entre outras coisas:
Segundo proposta do Ministério da Agricultura, a lista de espécies abertas à caça poderá aumentar este ano, passando a incluir o melro, a gralha-preta, o gaio e a pega-rabuda.
Fiquei pasmado!
Cá por mim já protestei no site do Governo.
Como é possível acabar com espécies que estão em vias de extinção em Portugal e são autóctones?
Recordo que já poucas aves restam junto das nossas aldeias e o melro vive junto do homem, perto das suas casas e nas suas hortas, onde até é proibido caçar.
Se esta lei passar, nada vai restar e não mais ouviremos chilrear pelas manhãs e tardes, as aves que nos encantam.
No meu blog de poesia criei um post de protesto. AMIGOS, SALVEMOS O MELRO!

http://poemasdeamoredor.blogs.sapo.pt

Gostaria de acrescentar duas perguntas: - Será possível, num país que se diz civilizado, disparar contra uma simples avezinha? Porquê, e para quê?
Será possível continuar a ver, nas cervejarias portuguesas, um petisco chamado «passarinhos fritos»?
De tão pequeninas, as aves nada têm que comer; e se dispararem contra elas... desfazem-se!
-----------------
Laura B. Martins

*TAGS são temas do blog :
publicado por LauraBM às 01:24